Brasil registra queda de 16% dos casos novos de Aids

0
36

e acordo com o mais recente Boletim Epidemiológico do ministério da Saúde, nos últimos quatro anos, além da queda de 16% dos casos novos de Aids, também houve redução de 16,5% na taxa de mortalidade pela doença, passando de 5,7 mortes por 100 mil habitantes, em 2014, para 4,8 óbitos em 2017. Aproximadamente 73% das novas infecções por HIV ocorreram entre homens, com idades entre 15 e 39 anos.

Para o ministério da Saúde, a ampliação do acesso à testagem e à redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento da doença são razões para essa redução. – É um momento de conquista, é um momento de avanços na medicina, avanços no tratamento, redução dos óbitos, mas volto a dizer, é um momento de grande reflexão e de um trabalho de consciência como temos feito em várias outras ações – reiterou o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

De 1980 a junho de 2018, o Brasil registrou mais de 926,7 mil casos de Aids, uma média de 40 mil novos registros anualmente, nos últimos cinco anos. O número apresenta desde 2013, quando atingiu o patamar de 43,2 mil; já em 2017 foram registrados mais de 37,7 mil casos.

O ministério da Saúde informou ainda que, a partir de janeiro, um projeto-piloto vai distribuir mais de 400 mil unidades para o autoteste do HIV, em oito capitais, e assim facilitar a descoberta de quem é portador do vírus e iniciar o tratamento o mais rápido possível.

A redução significativa se deve em grande parte à garantia de tratamento universal e gratuito na rede pública de saúde brasileira. Atualmente, 92% das 866 mil pessoas em tratamento no país estão com o vírus indetectável no organismo.

FONTE: Agência do Rádio

RESPONDER

Por favor digite um comentário
Preencha seu nome