Região Celeiro contabilizou 16 assassinatos no ano passado

0
99
Foto: Diones Roberto Becker

A secretaria estadual da Segurança Pública (SSP) divulgou os indicadores da criminalidade no Rio Grande do Sul referentes ao ano passado. O balanço confirmou a tendência de queda nas ocorrências de crimes contra a vida.

O número de assassinatos no estado teve redução de 21,8% e os latrocínios 29,9%. O indicador de vítimas fatais em casos de homicídio doloso contabilizou queda de 22,1%, ou seja, 652 mortes a menos na comparação entre os anos de 2018 e 2017.

De acordo com a SSP, em sete dos 21 municípios que constituem a Região Celeiro foram registrados homicídios em 2018. Em 13 ocorrências, houve 16 pessoas mortas. Os casos com vítimas fatais ocorreram em Barra do Guarita, Coronel Bicaco, Crissiumal, Redentora, Santo Augusto, Tiradentes do Sul e Três Passos.

O levantamento relacionado à Região Celeiro ainda mostra que em oito meses do ano passado teve ocorrências de crime contra a vida, sendo o mais violento o mês de setembro, com três registros e cinco mortes, todas em Coronel Bicaco.

Ao todo, 16 indicadores compõem o levantamento da secretaria estadual da Segurança Pública. São analisados os crimes de maior potencial ofensivo contra a vida e contra o patrimônio.

Dados estatísticos da criminalidade de 2018 no estado:

– Homicídio doloso: -21,8%;

– Latrocínio: -29,9%;

– Furtos: -9%;

– Abigeato: -25%;

– Furto de veículo: -14,9%;

– Roubos: -18,6%;

– Roubo de veículo: -10%;

– Furto de bancos: -25,2%;

– Roubo de bancos: 20%;

– Furto de comércio: -14,2%;

– Roubo de comércio: -27,7%;

– Roubo de usuários de transporte coletivo: -38,8%;

– Roubo de profissionais de transporte coletivo: -31%;

– Ameaça contra mulheres: -3,5%;

– Lesão corporal contra mulheres: -6,2%;

– Estupro de mulheres: -10,3%;

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui