Valdívia, de promessa a um problema no Inter

0
159

Valdívia, que já foi considerado uma das principais promessas do Inter, agora não passa de um problema a ser administrado. Devolvido pelo Al Ittihad, da Arábia Saudita, o atacante está de volta ao Beira-Rio mas não será aproveitado por Odair Hellmann. Ou treinará separadamente no CT usado pelas categorias de base em Alvorada, ou será mais uma vez emprestado – desde que apareçam interessados.

Valdívia começou a aparecer em 2014, quando Abel Braga era o treinador. Ele foi um dos destaques da equipe que conquistou uma vaga na Libertadores com um terceiro lugar no Brasileirão. No ano seguinte, foi titular da equipe que parou na semifinal do torneio sul-americano. Em 2016, porém, caiu com a equipe colorada para a Série B e pediu para deixar o clube para não disputar a segunda divisão. Foi emprestado para o Atlético-MG e depois para o São Paulo. Em ambos, não teve sucesso.

Em junho do ano passado, surgiu a chance de jogar no Al Ittihad, negócio que rendeu 3 milhões de euros ao Inter só pelo empréstimo. O contrato assinado iria até o meio de 2019, mas o clube árabe decidiu antecipar a rescisão e devolver o jogador, mesmo que seja obrigado a indenizar o Inter por isso. Agora, os dirigentes colorados terão que definir o futuro do atleta, que tem contrato com o Inter até 31 de dezembro de 2020.

Dívida

No último dia de 2018, o Inter anunciou em seu site que o empresário Delcir Sonda perdoou uma dívida de R$ 25 milhões que o clube tinha com ele. Segundo a nota, Sonda não exigiu nenhuma contrapartida, chamando o ato de “doação”. “O objetivo é contribuir para que o futuro do nosso colorado siga sendo grandioso”, declarou Delcir Sonda. Graças à doação do empresário, o balanço do Inter deve apresentar um superávit de cerca de R$ 12 milhões em 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui