Inter adota planejamento para estancar a forte crise

0
189
Inter tem concentrado esforços para estancar a crise causada pela pandemia | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Fazer com que a perda de receitas não tenha um impacto tão significativo no resultado do clube é o principal objetivo do Inter neste momento em que o futebol está parado por causa da pandemia do novo coronavírus. O comitê de crise, criado justamente para buscar alternativas que minimizem os danos financeiros, tem trabalho de forma intensa.

Em entrevista ao CP na semana passada, o presidente Marcelo Medeiros já havia adiantado que o cenário que leva em consideração uma paralisação de 90 a 120 dias vai acarretar em uma queda de R$ 100 milhões nas receitas. Os jogadores e boa parte dos funcionários estão em férias. Nessa segunda-feira, o alto escalão do Inter reuniu-se via teleconferência para acertar detalhes do planejamento para conter despesaseequilibrar as contas. “É um plano indispensável para o Inter atravessar esse período com segurança e voltar com força”, diz o presidente Marcelo Medeiros.

O clube tem feito uma renegociação com fornecedores e bancos, além de uma redução orçamentária de 30% em todas as áreas que compõem sua estrutura. Novos investimentos estão suspensos, assim como contratações de serviços e compras que não estejam relacionadas ao funcionamento do clube. “Vamos equalizar a questão com economia e boa gestão”, diz o vice de finanças, Lauro Hagemann.

Como prevenir o contágio do novo coronavírus
De acordo com recomendações do Ministério da Saúde, há pelo menos cinco medidas que ajudam na prevenção do contágio do novo coronavírus:

• lavar as mãos com água e sabão ou então usar álcool gel.

• cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir.

• evitar aglomerações se estiver doente.

• manter os ambientes bem ventilados.

• não compartilhar objetos pessoais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui