Proteja sua residência de assaltos com investimentos em tecnologia para segurança

0
209

Por: Maria Caroline

A violência ainda é um enorme problema em nosso país. Só em 2017, foram mais de 63 mil casos de mortes violentas, um recorde que, infelizmente, nenhum de nós queria ver ser conquistado pelo Brasil. Embora o ponto focal desse enorme expoente recaia sobre os conflitos entre criminosos e policiais, é fato que nem todas as mortes violentas foram fruto de tal situação.

Ano após ano cresce mais o número de latrocínios, ou seja, roubos seguidos de morte, e um dos casos mais comuns desse tipo de crime é o assalto (premeditado, na maioria das vezes) a residências. Muitos desses roubos são feitos a mão armada e podem, sim, terminar em tragédias.

É muito difícil se proteger totalmente de crimes como esses, principalmente em épocas de férias, com a casa vazia, pois sempre existe alguma brecha a ser descoberta pelos ladrões. Entretanto, é possível manter sua sua família e/ou residência mais segura com algumas atitudes simples e investimentos específicos.

Entre as ações mais comuns estão cuidados como olhar sempre para os lados ao chegar em casa (ter certeza de que não está sendo seguido), evitar portões que demorem para fechar e, se ficar desconfiado, sempre dar algumas voltas no quarteirão antes de parar realmente em sua casa, assim poderá despistar possíveis assaltantes atentos à sua rotina.

Como manter sua residência protegida de assaltos?

Existem itens que não podem faltar em sua residência para garantir a segurança dos moradores, principalmente se não for parte de um condomínio fechado ou rua privativa. Dê muita atenção a eles!

Aposte na tecnologia e veja abaixo a lista que separamos para ajudá-lo:

  • Central de segurança

Pode parecer algo muito grande, um “sistema para prédios”, mas na verdade é simples de construir e extremamente efetivo em diversas ocasiões. O investimento não é dos mais altos e, com certeza, o retorno fará com que o dinheiro gasto valha a pena.

Busque câmeras de segurança que tenham acesso remoto, assim poderá vê-las de qualquer local, até mesmo do trabalho. Posicione-as estrategicamente a fim de ter imagens de todas as entradas possíveis e, inclusive, de alguns locais internos por onde podem haver invasões — principalmente se houver objetos de alto valor, como quartos ou locais com cofres.

Mantenha monitores dentro de sua casa ligados 24h por dia para garantir a segurança e, sempre que possível, verifique as câmeras pelo acesso remoto.

  • Sistemas automáticos de iluminação

Uma outra maneira de proteger sua residência, de acordo com os textos deste portal, é apostar na automação dos sistemas de iluminação. Sensores de presença, que acionam lâmpadas e refletores quando detectam movimentos, podem ser uma maneira de fazer com que os ladrões sejam alvos mais fáceis e não espreitem pela escuridão.

Além disso, é comum que sintam-se mais intimidados ao perceber que a casa conta com um sistema como esse, pois saberão que, caso tentem, poderão ser descobertos mais facilmente.

  • Seguro residencial

Apesar de todas as soluções acima serem válidas e eficientes, é fato que contar com o apoio de um seguro residencial pode ajudar muito caso algo falhe ou não funcione como o esperado.

Some às suas ferramentas a contratação de um seguro com uma cobertura ao menos básica — com alarmes e outros detalhes iniciais —, assim terá mais tranquilidade e potencializará os seus investimentos em segurança para sua residência, caso não seja possível, por exemplo, evitar um roubo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui