Indústrias do interior viram focos de Covid-19 no Rio Grande do Sul

0
83
BRF em Marau registra 18 casos de Covid-19 | Foto: BRF / Divulgação / CP

Mais casos de coronavírus foram confirmados entre funcionários de indústrias no Estado. O frigorífico Agrodanieli, de Tapejara, na região Nordeste, retoma o abate de frangos nesta quarta-feira, depois de paralisar as atividades na segunda e na terça em razão de quatro empregados testarem positivo para Covid 19. Dois são moradores do município, um é de Getúlio Vargas e outro, de Floriano Peixoto.

Um deles está hospitalizado em Erechim e os demais encontram-se em isolamento. Segundo o gestor da empresa, Rodrigo Menon, a retomada é com 30% a menos de funcionários, para garantir maior espaçamento. Ao todo, são 1,7 mil pessoas.

Menon explicou que as operações foram suspensas justamente para se reforçar as ações preventivas. Conforme ele, a indústria redobrou as medidas de higiene e proteção e segue os protocolos recomendados por órgãos da saúde e do Ministério Público do Trabalho, bem como os decretos estadual e municipal. “Além de máscaras e luvas e as ações de higiene, os funcionários passam por um túnel de desinfecção ao chegarem. Estamos cientes dos cuidados que devemos ter e vamos focar cada vez mais na proteção, evitando novos casos.”

Tapejara tem três casos positivos da doença, segundo o balanço do município. A prefeitura informa que o terceiro, confirmado ontem, refere-se a um trabalhador da mesma empresa onde outros foram registrados.

Na BRF em Marau, no Norte gaúcho, são 18 casos confirmados de coronavírus, segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação da cidade (Stia), Alcemir Pradegan. Ele diz o complexo tem 3,1 mil pessoas. Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde desta terça-feira, Marau tem 51 registros positivos da doença e um óbito. Com população estimada em 44.161, conforme o IBGE, a cidade registra alta incidência do vírus, de 126 para cada 100 mil habitantes.

O dirigente afirma que a BRF adota as medidas para preservar a saúde dos funcionários. Ele cita que, na segunda-feira, um túnel foi instalado para higienização dos trabalhadores, que recebem máscaras e cuja temperatura é verificada. Segundo o presidente do Stia, a BRF reduziu a produção de 215 mil para 170 mil no setor de aves, após acordo e a assinatura de termo de conduta entre o sindicato, o Ministério Público do Trabalho e a empresa.

Em nota, a BRF afirma que não irá divulgar o número de casos e dados sobre eles em respeito à privacidade dos colaboradores e familiares. Ressalta que os funcionários com Covid-19 foram afastados imediatamente, estão recebendo o tratamento adequado e serão acompanhados pela área de Saúde Ocupacional da empresa até a total recuperação.

Funcionários afastados
O Sindicato dos Trabalhadores Industriais de Carne e Soja (Sintricas), com sede em Frederico Westphalen, acompanha as medidas de prevenção implementadas nos frigoríficos de abate de suínos da JBS em Seberi, no Norte, e em Três Passos, no Noroeste. “Não foram registrados casos positivos de coronavírus nas duas unidades e percebemos que foram colocadas em prática medidas para proteger a saúde dos trabalhadores”, afirma o presidente do sindicato, Edilson Sarmento.

O dirigente diz que no frigorífico de Seberi 46 pessoas foram afastadas, incluindo as com mais de 60 anos e gestantes. Ao todo, são 890 trabalhadores. Em Três Passos, 27 permanecem em casa, do grupo de risco. A unidade tem 950 funcionários. Segundo ele, as empresas contrataram mais ônibus para o transporte dos empregados de outros municípios, a fim de garantir o distanciamento.

Em Três Passo, houve reunirão entre representantes da prefeitura e da unidade da JBS na cidade para tratar das medidas de enfrentamento ao coronavírus. O prefeito José Carlos Amaral enfatizou a importância da JBS para a economia local, empregando 970 pessoas diretamente e envolvendo mais 5 mil indiretamente na cadeia produtiva. “Manifestamos a necessidade de que sejam seguidas todas as regras e medidas de prevenção para proteger os trabalhadores da JBS, as famílias e a população em geral.”

Conforme a prefeitura, ficou acertado que a direção da empresa vai apresentar um plano de contenção e prevenção, em cumprimento ao decreto municipal que regula o funcionamento dos estabelecimentos comerciais, industriais e de serviços.

Já o frigorífico da JBS em Passo Fundo, com casos confirmados da doença, segue interditado. A fiscalização da Gerência Regional do Trabalho, na semana passada, identificou risco grave e iminente para a vida e a saúde dos trabalhadores. A empresa informa que adota todas as medidas de segurança dos funcionários e de prevenção contra o contágio da Covid-19.

A titular da 19ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS), com sede em Frederico Westphalen, Mary Vendrusculo, demonstra preocupação também com as pessoas da região Norte que se deslocam diariamente para trabalhar em indústrias de aves no Oeste de Santa Catarina. “Conclamamos as empresas para que tomem todos os cuidados para prevenir a Covid-19 e garantir a saúde dos trabalhadores.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui