Hospital de Tenente Portela terá remédio para tratamento de casos graves de Covid-19

0
114

O Governo do Estado emitiu circular que detalha as normas de uso da cloroquina no tratamento do novo coronavírus (Covid-19) no Rio Grande do Sul. O Ministério da Saúde encaminhou 25 mil comprimidos de cloroquina para o Estado, totalizando 50 caixas do medicamento, e será armazenado em 29 hospitais de referência nas macrorregiões, entre eles, o Hospital Santo Antônio (HSA) de Tenente Portela. O remédio será utilizado como terapia adjuvante no tratamento de formas graves do Covid-19 em pacientes hospitalizados.

Até o momento, o Ministério da Saúde considera que não existe outro tratamento específico eficaz disponível. Há, no entanto, diversos estudos clínicos nacionais e internacionais em andamento que avaliam a segurança da cloroquina/hidroxicloroquina, bem como, de outros medicamentos e, por isso, essa medida pode sofrer alterações, caso surjam novas evidências científicas.

A previsão é de que uma caixa com 500 comprimidos sirva para o tratamento de 25 a 27 pacientes. O texto da circular destaca que, considerando a característica de uso do medicamento e o crescente número de casos de Covid-19, é fundamental que o medicamento esteja disponível e que seja distribuído aos hospitais de referência no Estado.

Sendo assim, foram selecionados 27 hospitais que servirão de referência no abastecimento deste medicamento nas macrorregiões. A seleção levou em conta a distribuição geográfica dos hospitais no Estado, número de casos confirmados da doença até 30 de março e a disponibilidade do medicamento nas Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs).

A gestão do controle de estoque do medicamento nos hospitais será feita por meio de sistema informatizado da Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS), que fornecerá informações em tempo real.

Portanto, os demais hospitais, públicos e privados, com registro de pacientes internados que precisem do medicamento deverão entrar em contato com o hospital de referência da macrorregião para a retirada do remédio.

A SES-RS também fará o monitoramento dos estoques da cloroquina, podendo remanejá-lo, a fim de melhor garantir o atendimento aos pacientes.

Hospitais de referência para armazenamento e distribuição de medicamentos:

– Hospital Universitário (Santa Maria);

– Hospital Santa Casa (São Gabriel);

– Santa Casa (Uruguaiana);

– Hospital Santa Casa (Alegrete);

– Santa Casa de Misericórdia (Santana do Livramento);

– Fundação de Saúde Pública (Novo Hamburgo);

– Hospital Universitário (Canoas);

– Hospital de Clínicas (Porto Alegre);

– Hospital Nossa Senhora da Conceição (Porto Alegre);

– Hospital São Vicente de Paulo (Osório);

– Hospital Nossa Senhora dos Navegantes (Torres);

– Hospital São Vicente de Paulo (Cruz Alta);

– Hospital Santo Ângelo;

– Hospital Vida e Saúde (Santa Rosa);

– Hospital de Caridade (Ijuí);

– Hospital de Clínicas (Passo Fundo);

– Hospital São Vicente de Paulo (Passo Fundo);

– Hospital Santa Terezinha (Erechim);

– Hospital de Caridade (Palmeira das Missões);

– Hospital Santo Antônio (Tenente Portela);

– Hospital Geral (Caxias do Sul);

– Hospital Nossa Senhora da Oliveira (Vacaria);

– Santa Casa (Rio Grande);

– Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas;

– Hospital São Luiz (Dom Pedrito);

– Hospital Santa Casa (Bagé);

– Hospital de Caridade e Beneficência (Cachoeira do Sul);

– Hospital Santa Cruz (Santa Cruz do Sul);

– Hospital Bruno Born (Lajeado);.

FONTE: SECOM-RS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui