AmiCão preocupa-se com maus-tratos a animais e realiza reunião para fortificar a associação

0
1235

Neste final de semana, no centro da cidade, vários gatos foram mortos, possivelmente por envenenamento. A Lei Federal nº 9.605, de Crimes Ambientais, prevê que maltratar, ferir ou mutilar animais domésticos, silvestres, nativos ou exóticos é crime, com penas de detenção de três meses a um ano e multa.

A Associação em Defesa dos Animais (AmiCÃO), associação que atua em prol dos animais no município, salienta que já recebeu denúncias sobre acontecimentos como esses e pede à comunidade que cuide de seus animais. O ato de envenenamento geralmente é causado por pessoas que desejam se livrar dos animais, sejam eles abandonados ou não, simplesmente pelo fato de se sentirem incomodadas.

Conforme Taís Balzan, ativista do AmiCÃO, a venda de venenos no comércio é proibida. “Salientamos que a venda de veneno, como o popular ‘chumbinho’, é proibida. É crime comercializar e comprar o produto. Em caso de maus-tratos a animais ou informações sobre quem vende ou adquire produtos tóxicos proibidos, procure a Delegacia de Polícia e registre um Boletim de Ocorrência”, afirma Taís. “Você não é obrigado a amar os animais, mas isso não é justificativa para maltratá-los. Respeite-os!”, conclui a ativista.

Na terça-feira, 3, no Centro Cultural, às 19h, A AmiCÃO estará promovendo uma reunião pública para relatar seus trabalhos em defesa dos animais e angariar adeptos para abraçar a causa. Participe e seja mais um defensor dos animais abandonados ou em situação de maus-tratos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui