TJ restringe acesso do público ao primeiro julgamento do caso Kiss

0
357
Julgamento de Luciano Bonilha Leão ocorre dia 16 de março, em Santa Maria. | Foto: Renato Oliveira / Arquivo / Especial / CP

Em razão do surto de coronavírus, o Tribunal de Justiça anunciou nesta quinta medidas de prevenção para sere adotadas durante o julgamento de Luciano Bonilha Leão, um dos quatro acusados no processo criminal da tragédia da boate Kiss, em Santa Maria. Apenas 300 pessoas poderão acompanhar a sessão do júri, confirmada para ocorrer a partir das 10h da próxima segunda-feira, no Centro de Convenções da UFSM – local escolhido por comportar um maior público.

De acordo com o TJ, serão 250 assentos reservados aos parentes das vítimas e do réu e 50 para os jornalistas de veículos de comunicação já previamente credenciados. Agentes da Secretaria Municipal de Saúde de Santa Maria farão uma triagem do público autorizado a acessar as dependências. Haverá uma “distância adequada” entre as pessoas.

Estudantes e público em geral, que teriam acesso à sessão em um primeiro momento, poderão acompanhar os trabalhos por meio da transmissão ao vivo pelos canais de comunicação do TJ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui