Golpes pela internet já lesaram moradores de Tenente Portela em mais de R$ 100 mil

0
326

A Delegacia de Tenente Portela, realizou levantamento e constatou números surpreendentes em casos registrados naquela DP. Somente nos primeiros sete meses de 2019, somam-se R$ 100.000,00 de valores entregues nas mãos de estelionatários, o que significa uma média anual de pelo menos R$ 170.000,00.

Os golpes são de diversas modalidades. Recentemente, muitas pessoas perderam dinheiro no falso empréstimo, inflando contas bancárias de criminosos com supostas taxas na promessa de crédito pessoal a baixíssimos juros, com contratação via aplicativo de celulares.

Os antigos golpes do falso sequestro e do carro estragado quase não se aplicam mais, mas outros muito bizarros começaram a surgir ou ressurgir como ferramenta para os criminosos, entre eles o da ‘mala de dinheiro’, o da ‘indenização estrangeira por ferimento em campo de batalha’ e o do ‘avalista particular fiador’.

Mala de dinheiro:

Uma vítima depositou R$ 3.950,00 para receber uma mala cheia de dinheiro que estaria retida no aeroporto de São Paulo. Após o depósito, foi solicitado à vítima mais R$ 10.000,00 para desviar a mala da vistoria da Polícia Federal, quando a vítima desconfiou e rompeu a negociação.

Indenização estrangeira por ferimento em campo de batalha:

Uma vítima recebeu uma proposta pelo Messenger para se beneficiar de uma grande quantidade de dinheiro. O dono da fortuna seria um ex-combatente do exército da Síria, que teria recebido altos valores como indenização daquele Governo por ferimento em campo de batalha, mas como não tinha interesse na fortuna, queria dar para alguém. O militar teria encaminhado o dinheiro para Brasília, todavia, a quantia estaria retida no aeroporto. Um segundo estelionatário envolvido no golpe, que se identificou como diplomata estrangeiro, advertiu a vítima que “a caixa com os dólares” só seria liberada mediante suborno dos policiais do aeroporto de Brasília. A vítima depositou R$ 13.900,00 na conta dos estelionatários para o suposto suborno.

Avalista particular fiador:

A modalidade é a oferta de um crédito pessoal com o diferencial que você não precisa oferecer bens em garantia, nem avalista, pois a empresa contratante cede um fiador, mediante pagamento de determinada quantia. Uma vítima depositou R$ 8.384,00 para locar o fiador.

Outro golpe, que pode ser classificado como extorsão, é o da garota que procura perfis na rede social de homens casados, e inicia uma conversa íntima, encaminhando fotos nuas supostamente suas e pede uma foto de volta. Após as vítimas encaminharem fotos íntimas, inicia a extorsão. O algoz exige depósitos em conta, sob pena de divulgação da conversa para a esposa e de denunciar o caso para a polícia, pois teria remetido fotos íntimas para uma menor de idade. Em Tenente Portela foram registrados dois casos de vítimas que efetuaram depósitos.

Segundo o Delegado Audino, atualmente o que mais preocupa a investigação, é uma atraente modalidade utilizada pelos criminosos, a do LEILÃO VIRTUAL de veículos. Somente em Tenente Portela já se foram R$ 50.000,00 em sites de leilões falsos, onde duas vítimas se interessaram na compra de veículos com valores muito abaixo da fipe, e perderam suas economias.

Segundo ainda Audino, é fácil de identificar um golpe, independente de sua modalidade. Quando for exigida determinada quantia a ser antecipada para depois receber o benefício, a pessoa deve ficar atenta antes de prosseguir a negociação, certificando-se que o negócio é legítimo.

FONTE: Com informações da 22ª DPRI

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui