Confira entrevista com Maurício dos Santos gestor da Corsan de Tenente Portela

0
101

Maurício dos Santos, gestor da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) de Tenente Portela, que também atende os municípios de Barra do Guarita, Vista Gaúcha, Derrubadas e Miraguaí, concedeu entrevista ao Folha Popular para falar sobre a qualidade, o tratamento e o abastecimento de água na microrregião.

Folha Popular – Nos últimos dias, caminhões-pipa estiveram abastecendo o reservatório da Corsan em Tenente Portela. Estamos com falta de água no município?

Maurício – Tenente Portela tem dificuldades para manter o abastecimento nos dias de calor excessivo, quando aumenta o consumo. A reservação atual não supre a demanda nestes picos, ocasionando faltas pontuais de água nos lugares mais elevados. Temos um projeto para construir um novo reservatório de 500 mil litros, o que triplica a reservação do município. Serão investidos 1,9 mihões de reais.

FP- Quantos poços estão ativos no município e qual a perspectiva de novas fontes de abastecimento?

Maurício – O município tem hoje 11 poços e uma fonte em operação. No último ano foram perfurados seis poços. Em quatro não foi encontrado água. Em um deles a vazão é muito baixa e no outro, em que a vazão é considerada boa, foi encontrado arsênio em níveis superiores ao permitido para consumo. O teste foi refeito após expurgo de 48 horas e a amostra foi enviada para o Departamento de Análise Laboratorial (DEAL) da Corsan em Porto Alegre. Na microrregião temos 25 poços e duas fontes drenadas, uma em Tenente Portela e uma em Vista Gaúcha.

FP – Com relação ao tratamento da água, como a Corsan opera?

Maurício – As análises físico-químicas são feitas todos os dias do ano e as bacteriológicas são feitas semanalmente. Na sede, em Tenente Portela, a Corsan tem um laboratório muito bem equipado para realizar essas análises. As análises mais complexas são enviadas para o DEAL, em Porto Alegre.

FP- O verão deverá ser quente e seco segundo as previsões. Qual o planejamento da Corsan para garantir o abastecimento irrestrito durante este período?

Maurício – Nós substituímos os últimos 2 mil metros remanescentes de canalização de fibro-cimento que restavam no sistema de abastecimento. Hoje temos uma rede com 100% de canos de PVC na microrregião, o que contribui para diminuir as perdas com vazamentos e as intervenções na rede.
Esperamos que a análise pendente do poço que perfuramos em Lajeado Bonito, que tem boa vazão, seja positiva e libere a água para consumo. Aí faremos 2 mil metros de rede de água ligando esse poço ao Bairro Fries, o que vai melhorar a pressurização da rede nas partes altas da cidade, evitando desabastecimentos pontuais. Caso o resultado seja negativo, poderemos abastecer o reservatório com caminhões-pipa.

FP – Toda a água usada no município é tratada. Como evitar o desperdício com lavagem de automóveis, máquinas agrícolas, enchimento de piscinas e lavagem de calçadas?

Maurício – A Corsan se limita a orientar a população para o uso consciente e prudente da água, evitando o desperdício, principalmente com mangueiras que ficam ligadas, o que gera perda de carga no sistema. Não descartamos a possibilidade de, em parceria com o município, elaborar um decreto municipal visando coibir o desperdício e o uso indevido da água tratada, com sanções e multas cabíveis. Peço que todos os consumidores da microrregião se sensibilizem com esta época de estiagem e utilizem a água com prudência, principalmente nos horários de pico, entre as 14 e as 20 horas.

FP – Quais suas considerações finais sobre o trabalho da Corsan na microrregião?

Maurício – Temos uma equipe reduzida de funcionários que não medem esforços para atender diariamente todas as demandas que surgem nos mais de 80 km de rede de abastecimento que temos na microrregião. Insisto para que a população faça o consumo consciente da água, pois é um bem muito precioso para todas as comunidades. Diminuindo o desperdício desde já, evitaremos a falta de água e o desabastecimento durante o período crítico, que é o verão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui