Caso Bernardo: Justiça concede liberdade condicional a Evandro Wirganovicz

0
75

Na noite desta segunda-feira (25), a Justiça de Três Passos concedeu liberdade condicional a Evandro Wirganovicz. Ele foi condenado a nove anos e seis meses de prisão no Caso Bernardo, por homicídio simples e ocultação de cadáver.

A informação sobre a concessão da liberdade condicional foi repassada pelo advogado Luiz Geraldo Gomes dos Santos, que defendeu Evandro no processo penal sobre a morte do menino Bernardo Uglione Boldrini, ocorrida em abril de 2014.

– O Evandro já havia atingido o tempo de cumprimento de pena, que é requisito objetivo, e bom comportamento carcerário, que é requisito subjetivo. Era um direito que ele já havia adquirido, Ele vai retomar a vida dele, trabalhar, voltar com os laços de amizade. Esquecer o que aconteceu e seguir em frente – ressaltou o advogado.

A assessoria da 1ª Vara Judicial de Três Passos afirmou que a Juíza Sucilene Engler autorizou a liberdade condicional por que entende que Evandro já cumpriu os requisitos básicos para o benefício, dentre eles, o cumprimento de um terço da pena e bom comportamento carcerário.

Para a manutenção do benefício, Evandro precisará comprovar ocupação lícita e não mudar de endereço sem autorização da Justiça. Ele também deverá comparecer a cada três meses, no Fórum de Frederico Westphalen, para prestar contas de suas atividades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui