Cacique Carlinhos Alfaiate é localizado na Terra Indígena do Guarita

0
393
Foto: Carlos Macedo

Novas informações, confirmam que o Cacique da Terra Indígena do Guarita, Carlinhos Alfaiate, foi localizado. Ele está bem e foi encontrado dentro da comunidade em um local não explicado, onde se abrigou após o ataque ocorrido em sua residência, em Linha Laranjeiras, no final da tarde de sábado, dia 19.

Os detalhes do ataque de ontem ainda não foram comentados por Carlinhos Alfaiate que deve se pronunciar sobre o ocorrido em breve. O que se sabe é que um grupo formado por cerca de 15 homens atacaram a casa do cacique em Linha Laranjeiras, onde efetuaram diversos disparos de armas de fogo e incendiaram a casa do cacique. Carlinhos teria conseguido escapar do ataque se embreando nas matas próximas.

A Brigada Militar está atuando nas cercanias e dentro da Terra Indígena do Guarita. Ontem, no local do ataque foram localizadas diversas capsulas deflagradas de armas de grosso calibre como 7.62, que é utilizada em fuzil, .12, .38 e .28. A Polícia Civil está investigando o caso para identificar os autores do ataque. Por se tratar de uma área federal não se descarta a chegada de homens da Polícia Federal nas próximas horas na aldeia. Uma intervenção do exército também está sendo ventilada entre os moradores da comunidade, mas até aqui não há nada oficial a respeito do assunto.

O cacique já está na sede do cacicado, que fica localizado no setor da Estiva e reunido com outras lideranças. O clima em toda a Terra Indígena é de muita tensão.

O clima de confronto na Terra Indígena se instaurou quando o vice cacique, Vanderlei Ribeiro, tentou dar um golpe de estado e derrubar Carlinhos Alfaiate. Depois de uma série de trocas de ofensas e de tentativas legais de briga pelo cargo, o Ministério Público Federal se pronunciou reconhecendo Carlinhos Alfaiate como cacique e condenando a ação do vice, que o MPF, classificou como ilegal.

Não há confirmação se a ocorrência deste sábado está ligada com essa disputa de poder.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui