Pela sequência de partidas, Inter começa a preservar jogadores visando confrontos decisivos

0
110
Fonte: CP

Assim como todo o ano, o calendário do futebol Brasileiro começa a pagar seu preço. Devido a sequência de partidas, o Inter agora começa a preservar jogadores importantes para os confrontos decisivos, como foi visto no empate em 1 a 1 diante do Cuiabá no sábado – o Colorado mede forças contra o 9 de Octubre na próxima terça-feira, no Beira-Rio, para confirmar a classificação na Sul-Americana. A partida está marcada para as 21h30min.

Ao longo da semana antes da viagem ao Mato Grosso, o Correio do Povo adiantou que Mano Menezes poderia poupar jogadores pela carga de partidas. A primeira e talvez mais importante mudança diante do Cuiabá foi Carlos de Pena. O uruguaio começou no banco de reservas e foi substituído por Liziero. Devido ao mau desempenho do setor de meio-campo, Mano foi obrigado a colocar de Pena no lugar do volante aos nove da etapa complementar. Foi do número 14 o gol colorado que empatou a partida.

“De Pena é um jogador importante. Precisamos deixar ele fora. Se não, corríamos o risco de perdê-lo por mais tempo. Wanderson e Bustos já estão com dificuldades”, disse Mano Menezes após a partida.

Bustos também era cotado para começar no banco e dar lugar a Heitor. Porém, o treinador explicou a manutenção do jogador pelo fato de já ter “já mexido demais na defesa”. Moisés, na lateral-esquerda, assumiu o lugar de Renê, que não viajou à Cuiabá devido a um desconforto muscular.

No setor de ataque, a tendência era que Wanderson e David também fossem poupados, mas os dois começaram a partida nos 11 iniciais.

Na programação do Inter, o elenco recebeu folga neste domingo. O grupo retorna ao CT Parque Gigante na tarde desta segunda, quando realiza o último trabalho antes da partida contra o 9 de Octubre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui