Inter recebe 9 de Octubre em busca da classificação para as oitavas da Sul-Americana

0
156
Colorado busca a classificação nesta noite no Beira-Rio | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP / Fonte: CP

Mesmo na liderança do Grupo E, o Inter não depende só de si para avançar às oitavas de final da Copa Sul-Americana. Nesta terça-feira, às 21h30min, pela última rodada da fase de grupos, o time colorado recebe o 9 de Octubre precisando ter um resultado igual ou melhor ao que o Guaireña terá contra o Independiente Medellín, no mesmo horário. Se vencer o seu jogo no Beira-Rio, mas o time paraguaio ganhar na Colômbia por um gol de saldo a mais, o Inter estará eliminado. Portanto, para ter uma garantia maior de classificação, é preciso fazer uma boa diferença de gols.

O problema é que o Inter não tem feito muitos gols. Esta é justamente a maior dificuldade atual da equipe, que tem produzido chances nos jogos, mas sofre para convertê-las. A última vez que o Inter marcou três gols foi em 13 de outubro de 2021, vitória de 3 a 1 sobre o América-MG, sob o comando do técnico Diego Aguirre, dois gols de Patrick e um de Yuri Alberto – nenhum dos três está mais no Beira-Rio.

Desde a chegada de Mano Menezes, o Inter está invicto, com três vitórias e cinco empates. Porém, marcou apenas nove gols nestes oito jogos, uma média de 1,125 por partida. Faz falta um centroavante eficiente, por isso o aproveitamento de Thiago Galhardo é cogitado a partir de julho.

Alemão e Wesley Moraes perderam espaço, e Mano passou a adotar um esquema sem centroavante. “Escolhemos esta forma para ter um ataque mais rápido. Em determinados jogos, vai funcionar. Em outros, não vai”, comentou Mano após o empate com o Cuiabá. Curiosamente, os dois entraram no segundo tempo do jogo, e Alemão atrapalhou Wesley na hora do chute que poderia ter selado a vitória em Cuiabá.

Por tudo isso, o técnico deverá manter o esquema nesta terça-feira. A possível novidade é a volta de Taison, recuperado de lesão. Se ele não puder iniciar, Maurício deve ser o escolhido. Alan Patrick é quem sai, pois não está inscrito nesta fase da Sul-Americana.

O Inter está à frente do Guaireña por um gol de saldo (3 a 2), mas marcou menos gols (7 a 9), que é o próximo critério em caso de empate no saldo. O time pode ser eliminado vencendo ou se classificar sem ganhar, dependendo do concorrente. O Inter valoriza muito esta competição. Mano fala abertamente que a Sul-Americana é uma possibilidade de título muito mais viável que o Brasileirão. Já eliminado, o 9 de Octubre escalará um time reserva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui