Grêmio inicia concentração e conta com Borja e Villasanti embalados por seleções

0
214
Borja marcou duas vezes em vitória da Colômbia | Foto: Juan Barreto / AFP / CP / Fonte: CP

Não é apenas mais um jogo que vale três pontos no Campeonato Brasileiro. A situação do Grêmio na tabela – vice-lanterna – não permite pensar assim. O duelo com o Ceará, domingo, na Arena, vai dizer muito sobre o futuro do clube na competição. Pode até parecer exagero, mas o confronto, internamente, é encarado como uma final de Copa do Mundo. Trata-se do primeiro passo para buscar um segundo turno completamente diferente do primeiro.

A concentração do grupo de jogadores foi antecipada e começou na tarde desta quinta-feira. Com a distância para o primeiro time fora da zona de rebaixamento em cinco pontos, o Tricolor necessita desesperadamente da vitória e dos três pontos. A mobilização estampa bem a maneira como o Grêmio está encarando o jogo com o Ceará. Luiz Felipe Scolari relacionou 32 jogadores. Apenas o atacante Douglas Costa, que se recupera de lesão muscular, ficou fora da lista.

Há novidades, como o lateral-direito Victor Ferraz e o meia-atacante Éverton Cardoso, que vinham treinando em separado. O lateral Leonardo Gomes, que não joga desde setembro de 2019, ou seja, há exatos dois anos, também está concentrado.

O momento exige união do grupo. O paraguaio Mathias Villasanti e o colombiano Miguel Borja, que conquistaram vitórias pelas seleções de Paraguai e Colômbia, respectivamente, nas Eliminatórias da Copa do Mundo, se incorporam ao grupo nesta sexta-feira. Ambos, mesmo não tendo participado do longo período de 11 dias de treinamentos no CT Luiz Carvalho, devem ser titulares no domingo.

“A gente vai virar esse jogo, o torcedor pode ter certeza que o segundo turno vai ser bem diferente”, declarou o lateral Rafinha em entrevista recente. Essa é a aposta do Grêmio. Esquecer o que passou, planejar jogo a jogo, voltar a fazer gols, a vencer e, finalmente, sair da zona de rebaixamento. Restam 21 partidas para evitar mais uma queda para a Série B, o que seria catastrófico para um clube que acumula bons resultados financeiros a cada temporada.

O Ceará, adversário do domingo, vai estrear o técnico Tiago Nunes, de péssima passagem pelo Grêmio recentemente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui