Lançado edital para projeto da ponte entre Barra do Guarita e Itapiranga

0
253
Mapa com a localização da possível contratação da ponte sobre o Uruguai (Foto: Reprodução)

O Ministério de Infraestrutura lançou hoje, 28, o edital para a contratação de uma empresa para elaboração do projeto da Ponte sobre o Rio Uruguai entre Barra do Guarita-RS e Itapiranga-SC. O edital contempla o estudo de todo o trecho da 163, com seu devido processo de federalização desde Tenente Portela, no entroncamento com a RSC-472 até Mondaí, no entroncamento com a BR-386.

O valor licitado é de R$ 7.618.111,88 e o prazo para a elaboração do projeto é de um ano. Estão inclusos no edital todos os estudos de trafegabilidade, geologia, impacto ambiental, traçado e viabilidade econômica entre outros, além da elaboração dos projetos para possíveis obras complementares, sinalização, ampliação ou remodelação de acordo com a necessidade.

Segundo o edital a implantação de nova ponte sobre o Rio Uruguai tem por objetivo incrementar a conectividade da malha rodoviária entre os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Atualmente na região, há somente outros dois pontos de travessia sobre o Rio Uruguai: na BR-158, entre os municípios de Iraí/RS e Palmitos/SC, e entre Goio-Ên/RS e Chapecó/SC, na RS-406/SC-480. Considerando o já mencionado importante fluxo de cargas que trafega na BR-163 no extremo-oeste catarinense, e no

noroeste gaúcho, tem-se uma penalidade nas distâncias percorridas pelos usuários desta rota de transporte: a partir de Itapiranga/SC, para a travessia ao estado gaúcho, é necessário percorrer uma distância de 88 km até a travessia em Palmitos/SC. Para quem chega por Barra do Guarita/RS, um desvio de 105 km é requerido para alcançar Santa Catarina. Desta forma, com a construção da nova Ponte entre o noroeste gaúcho e o extremo oeste de Santa Catarina, mitigam-se as distâncias e custos de transporte, tanto de passageiros como das cargas comerciais, e otimiza-se ainda mais a economia local. Ainda, com esta alternativa às travessias da BR-158 e da RS-406/SC-480, contribui-se para desafogar o tráfego nessas vias e tornar mais eficiente a conexão entre vários municípios desta região. Os resultados serão percebidos quanto à fluidez e segurança do trânsito, seus efeitos sobre os custos de transporte em geral, o número de acidentes e o bem-estar da população local.

O edital também traz um esboço da localização e do traçado da ponte que a julgar pelo mapa não seguiria o atual traçado da rodovia e não ficaria localizada no mesmo trecho onde hoje é realizada a travessia por Balsa e sim mais abaixo no Rio Uruguai, quase na altura do local conhecido com Remanso e fazendo uma acesso para a ponte de 800 metros em Barra do Guarita, mais 900 metros de ponte sobre o leito do rio e um acesso de 1km no lado catarinense.

O prefeito de Barra do Guarita e coordenador do Movimento Pró Ponte, Rodrigo Locatelli Tisott, comemorou o lançamento do edital e disse que agora o projeto tem tudo para andar e após a contratação efetiva da empresa que vai elaborar o projeto já será possível começar a buscar recursos para a construção em si.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui