ERS 330 não será contemplada em programa de investimentos do Governo do Estado

0
495
ERS 330 tem cerca de 60 quilômetros de extensão na Região Celeiro e passa por quatro municípios (Foto: Diones Roberto Becker / Fonte: ClicPortela)

O trecho da ERS 330 que cruza vários municípios da Região Celeiro não aparece na lista de rodovias que receberão investimentos do Governo do Estado, através do programa transversal Avançar.

Segundo anunciou o governador Eduardo Leite, serão destinados R$ 1,3 bilhão para a infraestrutura viária em diversas partes do Rio Grande do Sul. Somente na Região Noroeste, as obras custarão R$ 202,3 milhões.

O trajeto de aproximadamente 60 quilômetros – que liga Derrubadas, Tenente Portela, Miraguaí e Redentora – tem aspectos relevantes para vários setores destes municípios. A estrada é utilizada diariamente para o transporte coletivo de passageiros, de trabalhadores e de pacientes, especialmente aqueles que necessitam de atendimento no Hospital Santo Antônio (HSA) de Tenente Portela.

A ERS 330 também é importante para o escoamento das produções, tendo em vista que grande parte dos 60 quilômetros de extensão na Região Celeiro é cercada por áreas agricultáveis. Além disso, a estrada é uma alternativa para deslocamentos até as regiões de Palmeira das Missões, Ijuí e Santa Rosa.

Construída há várias décadas, a ERS 330 sofre com os efeitos degradantes do tempo, da passagem de veículos e com a ausência de manutenção frequente e eficaz. Em períodos chuvosos, aumenta rapidamente e significativamente o número de buracos na pista e esse problema é sanado paliativamente com operações tapa-buracos, especialmente na ligação entre Tenente Portela, Miraguaí e Redentora.

Ficando de fora do cronograma do programa transversal Avançar, a ERS 330 continuará dependendo das manutenções esporádicas do DAER, ou então, de iniciativas capitaneadas por prefeituras da microrregião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui