Suspeito de envolvimento em assalto a um posto de combustíveis em Iraí não é reconhecido pelas vítimas

0
62
Durante a fuga, os criminosos atearam fogo em um carro nas margens da BR 386 (Foto: Divulgação | Corpo de Bombeiros / Fonte: Gaúcha ZH)

m homem que havia sido abordado pela Polícia Militar (PM) de Santa Catarina, na cidade de Palmitos – suspeito de ser integrante do grupo que assaltou um posto de combustíveis na BR 386, em Iraí, na tarde do sábado (21/5) – foi liberado depois de não ser reconhecido pelas vítimas.

Segundo o coronel Douglas Soares, subcomandante da Brigada Militar (BM), o indivíduo foi levado à Delegacia da Polícia Civil de Iraí, onde acabou dispensado depois de as vítimas não o reconhecerem como parte do bando. Os criminosos assaltaram o estabelecimento e fugiram do local com cinco reféns. O valor roubado não foi divulgado.

Conforme o subcomandante da BM, cinco homens mascarados armados com fuzis e pistolas fugiram do estabelecimento pelo Km 2 da BR 386, com os reféns em dois veículos – uma GM S10, pertencente ao proprietário do posto de combustíveis, e um VW Gol de cor branca, que foi queimado na rodovia. Os três reféns que estavam nesse carro foram liberados.

O grupo teria se deslocado, na sequência, em direção ao município de Planalto. Os dois reféns remanescentes foram liberados mais tarde em Rio dos Índios. Conforme a BM, ambos estão bem.

Policiais militares ligados ao 37º BPM, com sede em Frederico Westphalen, e ao 13º BPM, com sede em Erechim, continuam com barreiras na região para localizar e capturar os criminosos. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) auxilia nas buscas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui